Na tarde de ontem, 26 de abril de 2018, a Associação Nacional das Administradoras de Benefícios (ANAB), representada por sua Advogada Fernanda Oliveira Occhiuzzo, participou do evento “Agenda para o Desenvolvimento Setorial: Eixo de estímulo e indução à qualidade”, realizada pela Diretoria de Desenvolvimento Setorial (DIDES), da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no Rio de Janeiro.

O encontro contou com a participação de entidades representativas do setor, operadoras de planos de saúde, prestadores de serviços de assistência à saúde e profissionais da saúde suplementar.

A reunião foi conduzida pelo Diretor da DIDES, Rodrigo Aguiar; pelo Diretor-Adjunto da DIDES, Daniel Pereira e pela Gerente na DIDES, Ana Paula Cavalcante.

Rosana Neves, Coordenadora na DIDES, fez uma apresentação sobre os ajustes que ocorrerão no Índice de Desempenho da Saúde suplementar (IDSS), que é um Programa da Agência que avalia o desempenho das Operadoras de Planos de Saúde em 4 dimensões básicas: I. Qualidade na Atenção à Saúde; II. Garantia de Acesso; III. Sustentabilidade no Mercado; e IV. Gestão e Regulação.  Esses ajustes servirão para melhor mensurar o desempenho das ações das Operadoras em relação aos resultados regulatórios e em sua relação com beneficiários e prestadores de serviços de saúde.

Ressalta-se que as Administradoras de Benefícios não são avaliadas pelo IDSS, uma vez que não possuem rede assistencial.

Após, aconteceu a 10ª Reunião do Grupo de Trabalho (GT) de Modelos de Remuneração, onde foi informado que este Grupo será incorporado pelo Comitê Técnico de Avaliação da Qualidade Setorial (COTAQ), para unificar as representações e todos os debates transversais a Qualidade Setorial.

Em seguida, Daniele Silveira, Coordenadora na DIDES, fez uma prestação de contas sobre o Grupo Técnico de Remuneração, bem como sobre a elaboração do Resumo Executivo de Modelos Inovadores de Remuneração, destacando riscos e vulnerabilidade em cada contexto, com Diretrizes Práticas de Implementação. A previsão de conclusão do documento é junho/2018 e sua disponibilização para consulta será em julho/2018. Após, será realizada a adesão voluntária de Operadoras e Prestadores de Serviços de Assistência à Saúde para o Projeto Piloto, que terá duração de 12 a 18 meses.

Importante ressaltar que, muito embora as Administradoras de Benefícios não possuam rede de prestadores de serviços de assistência à saúde, o tema pode impactar os reajustes dos planos coletivos.

Para acessar o material completo do Grupo Técnico de Remuneração, basta clicar no link abaixo:

http://www.ans.gov.br/participacao-da-sociedade/camaras-e-grupos-tecnicos/grupo-tecnico-de-remuneracao

A ANAB continua atenta e presente em todos os debates que envolvem assuntos de interesse do setor e de suas associadas e manterá todas informadas.

©2019 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?