A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibilizou em seu site a nova edição do Prisma Econômico-Financeiro da Saúde Suplementar, com informações relativas ao 2º trimestre de 2017, trazendo dados evolutivos por segmento, modalidade e porte somente das Operadoras de Planos de Saúde. O Prisma serve para avaliar o cenário econômico-financeiro do setor.
 
Esta edição compreende três capítulos: Dados Consolidados do Setor de Saúde Suplementar; Ativos Garantidores e Provisões Técnicas; e Indicadores Econômico-Financeiros. Os valores e indicadores econômico-financeiros e de garantia são todos extraídos de demonstrações contábeis, Documentos de Informações Periódicas das Operadoras de Planos de Assistência à Saúde (DIOPS) e outras informações obrigatoriamente reportadas pelas Operadoras à ANS. 
 
Conforme o Prisma, as contraprestações efetivas das Operadoras de Planos de Saúde somaram o montante de R$ 169,45 bilhões no histórico dos últimos 12 meses (até junho de 2017) e as despesas assistenciais totalizaram R$ 143,05 bilhões no mesmo período. Tanto receitas como despesas cresceram praticamente no mesmo patamar, cerca de 11% em relação à série histórica de 2016. A margem de lucro líquido das Operadoras do segmento médico-hospitalar permaneceu estável em 4%, ou seja, para cada R$ 100 de receitas com planos de saúde, as operadoras obtiveram R$ 4 de lucro.
 
Para acessar a publicação na íntegra, basta acessar o link abaixo:
 
http://www.ans.gov.br/images/stories/noticias/pdf/ANS-PRISMA_ECON%C3%94MICO-FINANCEIRO_DA_SA%C3%9ADE_SUPLEMENTAR_-_2%C2%BA_TRIMESTRE_DE_2017.pdf
 
A ANAB, como entidade representativa, sempre acompanha e divulga todas as publicações de interesse das Administradoras de Benefícios e do setor de saúde suplementar.

©2019 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?