Com o surgimento da crise sanitária provocada pela pandemia da Covid-19, diversas medidas são imprescindíveis para o correto manuseio de aparelhos e até mesmo a formação de relações pessoais em nossa sociedade, como a lavagem de mãos, que se tornou um hábito fundamental para mitigar a disseminação do coronavírus.

O Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares, no dia 15 de maio, instituído pela Lei nº 11.723/2008, possui grande importância para a conscientização das autoridades sanitárias, diretores de hospitais e profissionais de saúde sobre a necessidade do controle das infecções hospitalares.

Por conta de sua gravidade em virtude do tempo de internação do paciente, destaca-se que a infecção hospitalar se tornou um problema de saúde pública em virtude do elevado número de morbidade e mortalidade.

De acordo com a Associação Médica Brasileira, mais de 45 mil brasileiros morrem anualmente por conta de infecções hospitalares, por conta disso, é de extrema importância a elaboração de diversas medidas que diminuam o impacto causado pelas infecções.

Uma das principais prevenções, relacionada à visita de unidades hospitalares, se refere aos deveres que o visitante deve observar para diminuir a propagação de infecções. Nesse sentido, ele deverá higienizar suas mãos antes da chegada ao hospital e após entrar na unidade. Além disso, certas medidas são primordiais para prevenir a disseminação de novas infecções, como:

Não visitar o paciente se estiver doente;

Não circular pelo hospital com alimentos;

Não sentar no leito do paciente;

Não levar flores para o paciente;

Evitar crianças no ambiente hospitalar;

Evitar excesso de acompanhantes;

E não manter contato com outros pacientes.

Por fim, no segundo semestre de 2021, a Agência Nacional de Saúde Suplementar iniciará o Projeto de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar na Saúde Suplementar, de forma que seja possível monitorar a qualidade assistencial dos hospitais ofertada aos beneficiários vinculados pelos planos de saúde, a fim, inclusive, de diminuir o nível de infecções hospitalares com diversos métodos de prevenção.

Tags:
0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2021 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?