Em 14/07/2016, a Associação Nacional das Administradoras de Benefícios – ANAB, representada por sua diretora executiva, Luciana Silveira, esteve presente em duas reuniões realizadas pela ANS, no Rio de Janeiro, para discutir a venda online de planos de saúde e o uso de mecanismos financeiros de regulação.

Na parte da manhã, o grupo de trabalho que discute quais parâmetros devem ser estabelecidos pela Agência reguladora para disciplinar a venda online de planos de saúde se reuniu pela terceira vez e contou com a presença do vice presidente da Câmara Brasileira de Comercio Eletrônico, Leonardo Palhares; do Head da BX – Brand Experience da Youse, Gustavo Zobaran; e do Diretor Técnico da Amil, Paulo Jorge; além dos dirigentes da ANS – Simone Freire, diretora de Fiscalização; Martha Oliveira, diretora de Desenvolvimento Setorial; Karla Coelho, Diretora de Normas e Habilitação dos Produtos; Michelle Melo, Diretora-adjunta de Desenvolvimento Setorial; e Cesar Serra, Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras.

Ao final dos debates, a ANS apresentou um diagnóstico das principais questões que precisam ser analisadas, considerando as dúvidas dos órgãos de proteção e defesa do consumidor e do mercado, e estabeleceu um prazo de 10(dez) dias para que as Entidades Representativas façam suas alegações finais. Após esta etapa, a ANS promoverá mais 2(duas) reuniões onde apresentará as respostas aos referidos questionamentos e, por fim, a Minuta da Resolução Normativa. A próxima reunião foi agendada para o dia 5 de setembro de 2016.

À tarde, ocorreu a primeira reunião do grupo de trabalho que discutirá alternativas para a flexibilização dos mecanismos de regulação. Foram convidados como debatedores o consultor da Willis Towers Watson, César Lopes; a presidente da FENASAÚDE, Solange Beatriz; o consultor do Instituto Brasileiro de Atuária – IBA, José Lumertz; além dos gestores da ANS – Frederico Cortez, gerente geral de fiscalização e Carla Soares, Diretora adjunta de Normas e Habilitação de Produtos. Várias apresentações foram feitas e tiveram como ponto central a revisão da Resolução CONSU nº 08, de 03 de novembro de 1998. Foi discutida amplamente a participação do consumidor para o custeio do plano de saúde, mediante coparticipação e franquia. A ANS busca conceitos mais flexíveis e adequados para o cenário atual e pretende encerrar as discussões após mais 2(duas) reuniões.

A ANAB ratifica a relevância da participação das Administradoras de Benefícios em todas as discussões setoriais, contribuindo sempre para o fortalecimento destas no mercado de saúde suplementar e está aberta a sugestões de suas associadas.

©2019 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?