Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o ano de 2020 foi um dos mais complexos e desafiadores, a vida das pessoas foi transformada com a adoção de rígidas medidas governamentais para a contenção da disseminação do vírus, como fechamento do comércio e escolas, isolamento social, quarentena e medidas necessárias para evitar aglomerações. Neste sentido, alinhada com as demais autoridades de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar discutiu permanentemente com todo o setor de planos de saúde a implantação de uma série de medidas para o enfrentamento da pandemia visando garantir a sustentabilidade do setor.

Apesar da pandemia, o setor da saúde suplementar teve em 2020 um ano de iniciativas importantes que contribuíram para o aproveitamento do setor e a melhoria da prestação dos serviços aos beneficiários.

Uma das principais medidas tomadas pelos planos de saúde foi em relação ao enfrentamento da Covid-19, no qual incluiu de forma extraordinária a possibilidade para a realização dos exames para detecção da doença no Rol de Procedimentos. Posteriormente, a ANS incluiu mais seis exames para auxiliar o diagnóstico e após a conclusão da análise técnica das evidências científicas disponíveis e amplo debate sobre o tema com o setor ficou decidido incorporar os testes sorológicos, para detectar a presença de anticorpos produzidos pelo organismo após a exposição ao novo coronavírus.

Outra medida importante foi a prorrogação dos prazos máximos de atendimento para a realização de consultas, exames, terapias e cirurgias eletivas, com o objetivo de reduzir a sobrecarga das unidades de saúde e de evitar a exposição desnecessária dos beneficiários. É importante ressaltar que os prazos para os tratamentos que não puderam ser adiados ou interrompidos foram mantidos, assim como os prazos de atendimento de urgência e emergência.

Houve também a flexibilização econômico-financeira para que as operadoras pudessem priorizar as ações de combate à Covid-19, dessa forma, ficou permitida a autonomia na gestão de aproximadamente R$ 15 bilhões em recursos garantidores das provisões técnicas e equalização da exigência de capital regulatório.

Além disso, no ano de 2020 e em função de medidas de isolamento decorrentes da pandemia, as reuniões presenciais foram substituídas por encontros virtuais promovidas com o setor e a sociedade. Ao todo, foram realizadas mais de 100 atividades remotas, internas e externas, entre reuniões técnicas, eventos específicos sobre a pandemia, oficinas e webinários.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2021 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?