A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), divulgou em seu site o resultado do Índice de Desempenho das Operadoras, que faz parte do programa de Qualificação das Operadoras 2019 (ano-base 2018), esta iniciativa é um estímulo à qualidade dos planos de saúde.

Na plataforma eletrônica de divulgação, os resultados são apresentados por operadora, incluindo as opções de seleção por segmento (médico-hospitalar ou odontológica), faixa de avaliação e possibilidade de comparar na mesma tela os resultados das empresas. Além disso, estão disponíveis no portal da ANS diversos relatórios consolidados, incluindo o histórico dos resultados do IDSS por operadora desde o ano-base 2008.

O IDSS permite a checagem entre operadoras, estimulando a disseminação de informações de forma transparente, a redução da assimetria de informação e a ampliação da concorrência no setor.

O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) geral do ano-base de 2018 foi de 0,7691, sendo que as notas vão de 1,0 a 0,0. O resultado é obtido através do cálculo da média ponderada dos índices de desempenho de todas as operadoras.  869 Operadoras atenderam os requisitos para a divulgação dos resultados.

Para a avaliação do ano-base de 2018, a Agência introduziu indicadores que avaliaram aspectos estratégicos da regulação, como por exemplo o reajuste aplicado aos planos coletivos e a comercialização de planos individuais. Segundo os resultados, 40% das operadoras apresentaram reajustes de planos coletivos sem grandes distinções e bem próximos a média do setor. 27,57% das operadoras (médico-hospitalares e odontológicas) apresentaram aumento da carteira em planos individuais. Entre as operadoras médico-hospitalares somente 23% foram pontuadas.

Para o ano-base de 2018, o Programa continua com quatro dimensões e é composto por um total de 32 indicadores, dos quais 19 utilizam dados extraídos do Padrão TISS, que melhor discriminam o desempenho das operadoras em seus aspectos assistenciais.

Um importante dado no resultado do ano-base de 2018 foi a pontuação extra por meio da realização de pesquisa de satisfação dos beneficiários, para isso as operadoras devem seguir as diretrizes elaboradas pela ANS estabelecidas em documento técnico, com metodologia padronizada, representativa e com validade estatística. 166 operadoras de planos de saúde realizaram a pesquisa de forma voluntária e foram aptas a receber o bônus, estas representam 30,2 milhões dos beneficiários no setor de saúde suplementar

Os resultados também apontam que, em torno de 82% dos beneficiários das operadoras que realizaram a pesquisa, responderam “Bom” e “Muito bom” para o quesito: “Como você avalia seu plano de saúde?”; e cerca de 78% dos beneficiários recomendariam o plano de saúde para amigos ou familiares.

Os resultados estão disponíveis, por meio do link: http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/informacoes-e-avaliacoes-de-operadoras/qualificacao-ans

A Associação Nacional das Administradoras de Benefícios (ANAB) acompanha e divulga todas as publicações da ANS que possam afetar as Administradoras de Benefícios em suas atividades.

Fonte: Site da ANS

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 ANAB

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?